Tag - eleições

1
Presidenta ou Presidente?
2
Eleições PSOE
3
As diversas faces da PRBS
4
PODEMOS

Presidenta ou Presidente?

Pela primeira vez na história do país, entre as cinco principais candidaturas a presidência da República, há 3 mulheres.

Juntas, Dilma Roussef, Marina Silva e Luciana Genro têm mais que o dobro da soma das intenções de votos dos candidatos homens.

No entanto, a realidade para os demais cargos públicos ainda está muito longe da equidade.

Embora hoje as mulheres representem mais de metade da população brasileira, a sua representação no congresso nacional ainda é bastante pequena, de pouco mais de 10 por cento.

Poucas vereadoras e deputadas, pouquíssimas senadoras, governadoras e prefeitas.

A lei eleitoral obriga os partidos políticos a destinar pelo menos 30% das candidaturas para as mulheres. Alguns partidos como o PT e o PSOL vão além, e já estabeleceram regras internas para garantir que 50% das candidaturas aos parlamentos sejam de mulheres.

Ano a ano as mulheres felizmente vem ganhando mais espaço na política, o que reflete também nas posições de comando na iniciativa privada.

No meio disso tudo, apenas uma confusão: Dilma Roussef e Luciana Genro se apresentam como candidatas a Presidenta, Marina Silva como candidata a Presidente.

Não sei qual o certo ou errado, particularmente, acho Presidenta mais bonito.

Eleições PSOE

Pedro_Sanchez

Novo líder dos Socialistas, Pedro Sanchez

O sistema político espanhol é muito baseado na força dos partidos. Nas eleições, ao invés de se votar em pessoas, o voto é para uma lista partidária.

Daí a importância das eleições internas dos partidos, pois é a partir desse processo de escolha que será definido quem vai encabeçar as listas partidárias.

Pois enquanto o mundo inteiro estava de olho na final do mundial neste último domingo, os militantes do PSOE elegiam o seu novo Secretário-Geral, para liderar os socialistas nas próximas eleições gerais.

Desde a redemocratização da Espanha em 1975, o Partido Socialista já esteve frente ao governo espanhol por duas oportunidades, e em ambas com jovens políticos. Primeiro com Felipe Gonzales e depois com José Luiz Zapatero.

Pois mais uma vez o PSOE aposta em jovem político para liderar o partido. O eleito foi o deputado Pedro Sanchez, de 42 anos, economista e professor universitário de Madri, que terá como desafio voltar a unir o partido, que nas últimas eleições vem perdendo muito espaço e representatividade.

Diante de todas as incertezas, os socialistas celebram a mudança geracional com a esperança de que isto faça alguma diferença.

PODEMOS

Crônica diária que vai ao ar às 7h15 da manhã na Rádio Antena 1
93,5 Mhz, Santa Maria – RS

 

Ricardo Lovatto Blattes ©2016 - Desenvolvido por Opa Web