Tag - Vipassana

1
Começando a meditar

Começando a meditar

Há um tempo atrás eu estava bastante inquieto com os rumos da minha vida pessoal e profissional, quando um amigo próximo me disse que estava fazendo um curso chamado Eneagrama. Me interessei. 

Ansiado por encontrar respostas e entender um pouco mais de mim mesmo, encontrei no Eneagrama uma ferramenta válida de identificação de perfil, 

A partir do reconhecimento do meu perfil e padrão de comportamento, passei a buscar desenvolver a neutralização dos meus vícios emocionais e contato comigo mesmo por meio da virtude da sobriedade. Buscar reconhecer o que eu realmente quero a partir de mim mesmo, não por mais por meio do prazer imediato, permitindo uma integração maior com os meus sentimentos, pensamentos e ações.

E uma das formas indicadas era a prática de meditação. 

Morando em Santa Maria – RS, não são muitas as possibilidades que se tem de aprender a meditar. Cheguei a buscar algumas alternativas a partir da Yoga, mas não era o que eu buscava. 

Eis que por estas coisas do Cosmos, um dia minha esposa chega em casa e diz que uma colega dela de trabalho tinha feito um curso de meditação de dez dias e me indicou o link do Vipassana.

Imediatamente fui buscar na web e li um pouco mais sobre esse curso de dez dias em clausura, silêncio, meditação e vegetarianismo. Me pareceu uma ótima oportunidade para aprender a técnica.

Enquanto colegas, amigos e amigas me diziam que o mais difícil seria ficar dez dias quieto, ou sem comer carne, o mais difícil foi encontrar dez dias para poder ir e deixar as coisas razoavelmente estruturadas no trabalho e em casa. Era só o começo. 

Os centros de meditação Vipassana estão espalhados pelo mundo todo, são quase duas centenas por todos os continentes. No Brasil, apenas dois, nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Para nós gaúchos que vivemos no extremo sul desse país continental, a opção mais próxima era ao sul de Buenos Aires, em Brandsen.

Mais do que em silêncio, em nobre silêncio. Nesses dias de retiro não era permitido conversar, tão pouco gesticular ou se comunicar de qualquer forma com os demais meditadores. Uma experiência fantástica, uma viagem para dentro de mim mesmo.

Ainda pretendo falar muito sobre a experiência de meditar, mas por ora indico este vídeo do S.N.Goenka legendado em português, explicando um pouco da técnica. 

 

 

Ricardo Lovatto Blattes ©2016 - Desenvolvido por Opa Web